Seja Bem vindo!
Geral

Covid-19: Santo Ângelo permanece com bandeira laranja de acordo com mapa divulgado neste sábado, 23

23 de maio de 2020
Curta e Compatilhe

Semana de 25 a 31 de maio

O terceiro mapa do Distanciamento Controlado foi divulgado em 23 de maio. As regras deste mapa serão válidas de 25 até 31 de maio. Nesta semana, não haverá regiões classificadas como bandeira vermelha ou preta, e o mapa apresenta predominância de regiões em bandeira laranja.

São 12 regiões com risco médio (laranja): Santa Maria, Novo Hamburgo, Canoas, Porto Alegre, Santo Ângelo, Cruz Alta, Palmeira das Missões, Erechim, Passo Fundo, Pelotas, Caxias do Sul e Lajeado

As regiões de Uruguaiana, Capão da Canoa e Santa Cruz do Sul, que tinham bandeira laranja na versão anterior, passaram para amarela, portanto, o Estado passar a ter oito regiões com risco baixo.

Assim, estão na bandeira amarela: Uruguaiana, Capão da Canoa, Taquara, Ijuí, Santa Rosa, Bagé, Cachoeira do Sul e Santa Cruz do Sul.

Clique aqui e entenda como foi calculada a bandeira de cada região.

Principais mudanças no mapa

Dentre as três regiões que passaram de risco médio (laranja) para baixo (amarela), estão a de Uruguaiana, que sofreu a redução no nível de restrição pela melhora de quatro indicadores, que passaram do laranja para o amarelo – redução do números de casos confirmados em UTI, redução de óbitos proporcionalmente à sua população e variação no número de leitos de UTI disponíveis para atender Covid-19 na região e no Estado.

Já a região de Capão da Canoa passou para bandeira amarela porque a soma do número de casos confirmados internados com SRAG nos últimos 14 dias foi menor ou igual a cinco. Além de ter registrado uma redução de óbitos proporcionalmente à sua população e variação do número de leitos UTI disponíveis.

Em Santa Cruz do Sul, a região teve risco reduzido para amarelo devido à melhora de quatro indicadores, que passaram do laranja para o amarelo: reduziu o número de internados por SRAG, melhorou a relação de casos ativos/recuperados, aumentou o número de leitos disponíveis para pessoas com mais de 60 anos, e melhorou o número de leitos de UTI na região e leitos de UTI no Estado.

Deixe uma resposta