Seja Bem vindo!
Cultura

Proteção para a Região das Missões

15 de maio de 2020
Curta e Compatilhe

Santos missioneiros da Catedral Angelopolitana receberam máscaras de proteção lembrando o uso do equipamento na prevenção ao novo Coronavírus

Para invocar a proteção no combate à pandemia do novo Coronavírus na Região das Missões e lembrar à importância da máscara facial como forma de prevenção, as estátuas dos santos que representam os sete povos missioneiros, erguidos sobre a Catedral Angelopolitana, no Centro Histórico de Santo Ângelo, receberam o equipamento de proteção na tarde desta sexta-feira, 15.

A instalação das máscaras faciais nos sete santos missioneiros integra as ações de conscientização do Governo Municipal elevando a importância do uso da proteção pela população, indicada pelas autoridades de saúde pública como um dos meios mais eficientes de prevenção, a fim de mitigar o contágio pelo novo Coronavírus em Santo Ângelo e nas Missões.

Há no alto do pórtico imagens esculpidas em pedra grês, representando os santos padroeiros dos Sete Povos das Missões: São Borja, São Nicolau, São Luiz Gonzaga, São João Batista, São Lourenço Mártir, São Miguel Arcanjo e Santo Ângelo Custódio (Santo Anjo da Guarda).

O prefeito de Santo Ângelo, a Capital das Missões, Jacques Barbosa lembra que o gesto, mesmo simbólico, representa a unidade dos povos missioneiros em torno de lutas e ideais comuns e consolidados ao longo dos séculos. “Neste momento, a Região das Missões está unida contra a COVID-19, um inimigo invisível, silencioso e que precisa ser combatido com a consciência para a importância da prevenção, meio eficaz na proteção à vida”, assinalou.

A Catedral Angelopolitana, construída em homenagem ao Santo Anjo da Guarda, é um dos pontos turísticos mais visitados e fotografados do Noroeste Gaúcho, pela sua importância histórica e cultural e pela imponência arquitetônica. É o principal templo da Diocese de Santo Ângelo.

O estilo neoclássico lembra o templo da Redução de São Miguel Arcanjo, com arcos, colunetas, molduras e ornamentação; e está localizada no mesmo lugar da antiga Igreja da Redução de Santo Ângelo Custódio.

As máscaras nos santos missioneiros foram colocadas por Rodrigo Melo, com mais de dez anos de experiência em alpinismo e escaladas, colaborador da empresa de reciclagem e compostagem Eco Verde Vivo, prestadora de serviço para o município.


Fotos: Fernando Gomes

Deixe uma resposta