Seja Bem vindo!
NORTHON MOTTA-02/07/20
trilegal-21/09/22
Giana - 08/06/24
28/02/2024
WEINERT - 05/01/2024
A RADIOCIDADE
Geral

Mãe procura bebê de sete meses que caiu na água durante resgate em Canoas

Mãe procura bebê de sete meses que caiu na água durante resgate em Canoas
08/05/2024 às 14:05

Como tantas pessoas, a dona de casa Gabrielli Rodrigues da Silva, 24 anos, de Canoas, na Região Metropolitana, protagoniza diversos dramas simultâneos. O maior deles é ter se perdido de uma dos quatro filhos, Agnes da Silva Vicente, de sete meses, durante o resgate que retirou a família de casa, no bairro Harmonia, na noite de sábado (4). De acordo com relatos, o bebê teria sido levado a uma ambulância depois de o barco virar e todos caírem na água. A partir daí, o destino da criança é desconhecido.

Gabrielli e familiares estão abrigados no campus da Ulbra, também em Canoas. Agnes é gêmea de Ágata, que está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Universitário desde o acidente com a embarcação. Alice, de sete anos, também precisou ser internada nesta quarta-feira (8). A mãe e o pai das crianças, o pintor Alisson Nunes Vicente, 25 anos, cuidam ainda de Gabriel Yuri, dois anos, que aprendeu a falar a primeira palavra, “socorro”, de tanto ouvir apelos ao redor.

Gabrielli teve o celular avariado durante o salvamento e conversou com a reportagem de GZH por meio de mensagens escritas no WhatsApp do aparelho do marido. Na manhã desta quarta, estava no hospital, acompanhando o atendimento à primogênita. Tem recebido centenas de mensagens via Instagram. O homem que teria retirado Agnes da água e a reanimado procurou Gabrielli no abrigo ontem (7) para contar o que viu.

— Ele somente a largou na ambulância, e então correram com ela para algum lugar. Todos que nos ajudaram me garantiram que pegaram as duas (gêmeas). Tenho certeza de que ela está em algum hospital — relata Gabrielli.

A dona de casa descreve a roupa que a filha vestia naquele momento: moletom rosa com corações brancos coberto por um casaquinho também rosa. Gabrielli lida com um misto de sentimentos.

— No começo, meus pensamentos eram o meu pior tormento. Mas, com todas as informações, não vou dizer que estou aliviada, que só vou ficar ao tê-la no colo, mas todas as informações do resgate batem... Minha esperança é o que me mantém de pé porque meu coração sente ela bem, em algum lugar seguro. Tenho muita fé de que vou encontrá-la. Vai ser o meu maior e mais lindo testemunho — conta Gabrielli.

Informações sobre o paradeiro de Agnes podem ser enviadas pelo perfil de Gabrielli no Instagram: @gabrielli.silvaa.5

A RADIOCIDADE
NORTHON MOTTA-02/07/20
28/02/2024
WEINERT - 05/01/2024
DENGUE - 03/06/24
TRILEGAL - 17/07/24