Seja Bem vindo!
A RADIOCIDADE
WEINERT - 05/01/2024
trilegal-21/09/22
MARECHAL BEBIDAS- 17/11/22
CLUBE GAÚCHO - 27/03-2024
NORTHON MOTTA-02/07/20
28/02/2024
Política

Juiz que deverá julgar processo de cassação de Sergio Moro é oficializado

Juiz que deverá julgar processo de cassação de Sergio Moro é oficializado
22/02/2024 às 15:02

Foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (22) a nomeação de José Rodrigo Sade como novo juiz titular do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR). Sade deve conduzir o julgamento de dois processos que pesam contra o senador Sergio Moro (União Brasil) e que podem cassar o mandato dele.

A nomeação feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva vem da lista tríplice homologada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). De acordo com o calendário da Corte, o caso já pode ser pautado na próxima quarta-feira (28).

Sade vai integrar os trabalhos da Corte em um grupo de advogados formado por sete profissionais. A vaga a ser preenchida era ocupada por Thiago Paiva, que deixou o cargo. Agora, o caminho estará aberto para o novo presidente do TRE-PR, Sigurd Roberto Bengtsson, definir a nova data para o julgamento de Moro, que estava marcado para 8 de fevereiro e teve a data suspensa pelo desembargador, aguardando a nomeação e posse do novo membro.

Os processos de Moro
Sergio Moro é alvo de duas Ações de Investigação Judicial Eleitoral (AIJEs), que apontam abuso de poder econômico, caixa dois e utilização indevida de meios de comunicação social durante a pré-campanha eleitoral de 2022.

Os processos, que são analisados em conjunto, também pedem a cassação do mandato do parlamentar.

As duas ações foram protocoladas por duas frentes antagônicas na política nacional. A primeira pelo Partido Liberal (PL), de base bolsonarista, e a outra pela Federação Brasil da Esperança – FÉ BRASIL (PT/PCdoB/PV), base que elegeu o governo Lula, em novembro e dezembro de 2022.

Quando o julgamento for marcado, seis desembargadores participarão da sessão, que pode durar mais de um dia. Todos votam e, em caso de empate, o presidente da Corte também vota.

WEINERT - 05/01/2024
MARECHAL BEBIDAS- 17/11/22
A RADIOCIDADE
TRILEGAL - 09/04/23
NORTHON MOTTA-02/07/20
28/02/2024