Seja Bem vindo!
Polícia

Corpo de jovem de Araricá é encontrado próximo do Rio dos Sinos, em Sapiranga

16 de maio de 2020
Curta e Compatilhe
Na Busca incansável da Polícia Civil de Sapiranga, terminou entre o fim da noite da sexta-feira (15) e os primeiros minutos da madrugada do sábado (16), as buscas pela jovem estudante de Educação Física, Gabriele Wilbert, de 23 anos. Na região próxima da Prainha Dourada, em uma área de vegetação nativa, os agentes fizeram uma cansativa busca no terreno até encontrar a cova onde o namorado da vítima, admitiu que enterrou Gabriele após assassiná-la com um tiro na cabeça.
Na terça-feira (16), após longo interrogatório na Delegacia de Sapiranga, o assassino negou envolvimento aos policiais civis. Com diversos indícios da sua participação no crime passional, inclusive com imagens de câmeras, o autor manteve a narrativa de negar a autoria. Na sexta-feira (15), a Polícia Civil obteve autorização do Poder Judiciário para a prisão preventiva do autor do feminicídio. Durante a noite desta sexta, os policiais cumpriram o mandado de prisão e levaram o autor do crime até a Delegacia de Sapiranga. Depois de preso pela Polícia Civil, o assassino mudou a versão e contou o que aconteceu: “Nesse momento ele confessou e indicou onde enterrou o cadáver da vítima. Ele afirmou que enterrou ela sozinho, sem ajuda de terceiros, mas estamos apurando. A arma, um revólver, não foi localizado pelos policiais. Tudo leva a crer que foi um crime passional”, destacou o delegado, Fernando Pires Branco, que ao lado da sua equipe, esclareceu mais um crime no município.
Relembre o caso
A jovem, que residia em Araricá, foi vista pela última vez na sexta-feira (8), no Posto Chafariz, em Sapiranga, às margens da RS-239. Imagens de câmeras filmaram o autor do crime saindo do local com Gabriele. A família procurava informações do paradeiro dela desde o sábado (9), quando acionaram as autoridades policiais. Gabriele era funcionária da empresa Plastibordo, de Araricá.
A ex-acadêmica da Universidade Feevale possuía mais uma irmã, que é mais nova. Os pais de Gabriele, dona Leopoldina e pai Paulo Wilbert, estão em luto, assim como os amigos e familiares, que residem em Araricá.

Fonte: Jornal Repercussão

Deixe uma resposta