Sexta-Feira, 20 de Outubro de 2017
15.004.501 Visitas
Rádio Web - 24 horas Vídeos Curta nossa Fan Page no Facebook Entre em contato


Dieta sem glúten: como fazer e cardápio para emagrecer

11/10/2017

Fundamental para celíacos, agora ela é adotada por quem deseja emagrecer

A dieta sem glúten ganhou força quando pessoas que não são portadoras da doença celíaca (que causa intolerância à proteína) começaram a excluir o glúten da alimentação com a finalidade de emagrecimento.

O argumento é que ele diminui a produção de hormônios relacionados à saciedade, além de dificultar a digestão. Mas será que cortá-lo da dieta realmente ajuda a perder peso?

Como fazer a Dieta sem Glúten

Na dieta sem glúten é necessário substituir os alimentos que contenham o glúten por produtos sem essa substância. O nutriente está muito presente no trigo, dessa forma, é preciso substituí-lo por outras opções, entre elas:

  • Arroz e seus derivados (farinha de arroz)
  • Milho e seus derivados (farinha de milho, fubá e amido de milho)
  • Batata (fécula de batata)
  • Mandioca (farinha de mandioca, polvilho azedo, polvilho doce).

Porém, é importante esclarecer que o glúten isoladamente não é responsável pelo aumento de peso, e sim o consumo excessivo de alimentos que o contenham, como é o caso de pães, biscoitos, pizzas e bolos. Sendo assim, pessoas que emagrecem retirando o glúten da alimentação podem estar emagrecendo não pela exclusão dessa proteína, e sim, porque o consumo de calorias está menor.

De qualquer forma, retirar o glúten da dieta pode sim ajudar no emagrecimento, desde que sejam feitas escolhas saudáveis de alimentação. Substituir a farinha branca (que contém glúten) por outras opções com baixo índice glicêmico, por exemplo, dá mais saciedade e contribui para a perda de peso.

Receitas sem glúten

Confira opções de receitas sem glúten:

Bolo de coco sem glúten

A receita é feita com derivados do coco e sem farinha de trigo

 

Escrito por Redação

Redação Minha Vida

Bolo de coco sem glúten - Foto: Getty Images

Bolo de coco sem glúten - Imagem Ilustrativa

Ingredientes

4 unidades de ovo

1/2 xícara (chá) de açúcar mascavo

2 colheres (sopa) de óleo de coco

1/2 xícara (chá) de leite de coco light

1 xícara (chá) de farinha de coco

1 colher (chá) de fermento em pó

Modo de preparo

Bata as claras em neve e reserve. Em uma tigela, misture as gemas, o açúcar mascavo e o óleo. Acrescente o leite de coco light, aos poucos. Em seguida, a farinha de coco e mexa bem. Delicadamente, agregue as claras e o fermento. Forre um tabuleiro com papel manteiga, coloque a massa e asse em forno pré-aquecido a 180°. Faça o teste do palito para ver se está assado.

 

 

Pão de panela sem glúten: rápido e saudável

 

 

Bolo de laranja sem glúten e sem lactose: aprenda a receita

 

 

 

 

 

Receita de bolinho de banana com mirtilos sem glúten e sem lactose


 

Alimentos sem glúten

Confira algumas alternativas de alimentos sem glúten:

  • Frutas em seu estado natural
  • Vegetais, Carnes e peixes
  • Farinha, Grãos e Trigo
  • Ovos e laticínios.

 

Cardápio para Dieta sem Glúten

Exemplo de cardápio para celíacos:

 

Refeição

Café da manhã

1 fatia de pão sem glúten com 1 fatia de queijo branco e 200 ml de suco de uva integral

Lanche da manhã

1 iogurte zero açúcar com 1 colher (sopa) de chia

Almoço

arroz com filé de frango grelhado e salada de alface, 1 colher (de servir) de mandioquinha refogada e polvilhada com cebolinha verde

Lanche da tarde

1 pote de salada de frutas

Jantar

1 prato (sobremesa) de salada de acelga e 1 prato de salada de frango e suco de limão

Lista de alimentos que contém glúten

Veja os alimentos que contém glúten e devem ser evitados nessa dieta:

Grupo de alimentos

Evite

Cereais e farinhas

Trigo, aveia (em flocos ou em farinha), centeio, cevada, malte e todos seus derivados, que incluem pões, torradas, bolos, massas (macarrão, pizza, lasanha) e biscoitos

Bebidas

Cerveja, whisky, vodka, gin, e ginger-ale, além de bebidas com malte (como o ovomaltine)

Leite e derivados

Achocolatados com malte, queijos fundidos ou que contenham cereais

Proteínas animais

Carnes à milanesa, patês enlatados e embutidos, como salame, salaminho e algumas salsichas

Grãos

Proteína vegetal hidrolisada e extratos protéicos vegetais

Condimentos

Maionese, ketchup, mostarda e temperos industrializados podem conter o glúten

Doces

Sempre verifique a embalagem, para ver se não contém alguma farinha com glúten

Industrializados

Sempre verifique a embalagem, para ver se não contém alguma farinha com glúten

Lista retirada do site da Acelbra (Associação dos Celíacos do Brasil)

Existem benefícios ao fazer a Dieta sem Glúten?

Segundo o CRN (Conselho Regional de Nutricionistas) essa dieta só deve ser seguida por pessoas portadoras da doença celíaca, na qual há uma intolerância do organismo em relação ao glúten, o que pode ocasionar lesões na parede intestinal que pode resultar em deficiência na absorção de nutrientes.

Além disso, não existem evidências científicas que comprovem que a exclusão dessa proteína por pessoas que não possuam a intolerância ao glúten favorecerá o emagrecimento.

Porém, o glúten é totalmente dispensável na dieta. Ele não oferece qualquer benefício especial a nossa alimentação ou saúde, então pode ser cortado sem qualquer problema. Porém, é necessário ficar atento para que a eliminação dos alimentos com glúten, presente, em geral, nas fontes de carboidratos, não acabe deixando sua alimentação desequilibrada.

Dúvidas frequentes

O glúten engorda?

Não há qualquer evidência de que o glúten tenha alguma relação com doenças como a obesidade. Mas como ele está presente em alimentos fonte de carboidratos, que costumam ser altamente calóricos, sua eliminação geralmente reduz o consumo desse nutriente, o que pode levar à perda de peso.

Vale lembrar ainda que alimentos sem glúten podem ser tão calóricos quanto os originais, então, a perda de peso está relacionada principalmente ao hábito de comer com moderação e não de restringir nutrientes.

O glúten atrapalha a digestão?

O glúten é uma proteína como outra qualquer e a ideia de que ele vira uma cola no intestino ou de que demora mais para ser digerido não passa de mito. A digestão das proteínas demoram mais conforme o alimento ingerido. Um pedaço de carne, por exemplo, leva mais tempo para ser digerido do que um prato de massa.

Recomendações

Inúmeras dietas sugerem a eliminação de determinado nutriente com o objetivo de cortar calorias e, consequentemente, emagrecer. Esse emagrecimento não é considerado saudável, podendo ocasionar problemas de saúde ou até mesmo levar ao conhecido efeito sanfona. Para emagrecer, nada melhor do que a reeducação alimentar aliada a prática regular de exercícios.

Não há razão para eliminar o glúten da dieta se você não apresenta intolerância a esta proteína. Para isso, seria preciso cortar pães, massas, bolos e bolachas da alimentação, opções mais do que tradicionais no dia a dia do brasileiro. Além disso, esses alimentos são algumas das principais fontes de carboidrato para o nosso organismo.

Escrito por Laura Tavares

Redação Minha Vida

Confira Galeria


Comentários
Leia Também
Radio Cidade Santo Ângelo - RS - Brasil