Sexta-Feira, 20 de Outubro de 2017
15.004.501 Visitas
Rádio Web - 24 horas Vídeos Curta nossa Fan Page no Facebook Entre em contato


Política

Reunião na Câmara debate andamento das obras da CORSAN no Município

04/10/2017

Reunião na Câmara debate andamento das obras da CORSAN no Município

Vereadores buscaram esclarecimento quanto ao andamento  do projeto  de ampliação da rede coletora de esgoto no município. A qualidade do trabalho da recuperação da malha asfáltica também pautou o encontro. 

Em reunião realizada na manhã desta terça-feira (03), na sede do Poder Legislativo de Santo Ângelo, vereadores buscaram esclarecimento quanto ao andamento e ao processo de realização das obras de ampliação e implantação de redes coletoras de esgoto realizadas pela CORSAN no município.

A reunião foi solicitada pelo vereador Pedro Waszkiewicz -  Pedrão e aprovada por unanimidade durante sessão ordinária do dia 25 de setembro. A motivação para o pedido, segundo informou o parlamentar, foram as reclamações referentes à demora para o reparo do pavimento danificado com as intervenções.

A qualidade do trabalho realizado na recuperação da malha asfáltica também foi questionada pelos vereadores, que destacaram pontos onde o asfalto recém recuperado já apresenta ondulações e buracos. “As obras são importantes, todos sabemos, mas precisamos encontrar uma maneira de reduzir os transtornos à população”, destacou Pedrão.

Em resposta aos questionamentos, o superintendente da CORSAN, João Corim, explicou que obras de esgotamento sanitário são demoradas e que, devido à profundidade da perfuração do solo, a camada asfáltica não pode ser aplicada de forma imediata, o que atrasa a conclusão do processo. Contudo, ele afirmou que diante das reclamações, a CORSAN estuda a possibilidade de firmar parceria com o Governo Municipal para que a equipe da prefeitura execute o serviço, visando, assim, melhorar a qualidade dos reparos na malha asfáltica.

LIGAÇÕES DAS CASAS À REDE COLETORA

De sua parte, a Promotora Paula Regina Mohr destacou a grandiosidade do projeto e a necessidade de informar e conscientizar a população. Segundo ela, o imenso esforço e os grandes investimentos para elevar o índice de atendimento de esgotamento sanitário serão sem resultados se a população não realizar as ligações das casas à rede coletora.  

Nesse sentido, a Corsan e o Ministério Público iniciaram a campanha “Ligue-se”. Além disso, está em andamento um projeto piloto no Rio Grande do Sul chamado “Cobrança pela Disponibilidade”. Quem mora onde existe rede de esgoto será notificado e terá que pagar mensalmente a taxa de tratamento, mesmo que não esteja ligado na rede.  Quem se ligar à rede terá descontos e até carência de taxas.

Atualmente, estima-se que apenas 20% da população usa a rede de esgoto em Santo Ângelo. Conforme o contrato assinado pela Corsan, a meta é que até o final de 2020 esse percentual suba para 51%. Corim confirmou que para as obras estão garantidos investimentos de 30 milhões de reais.

Finalizando a reunião, ficou acordado que a Corsan irá elaborar um relatório com todos os investimentos já realizados no município e com os valores repassados ao Fundo de Gestão Compartilhada para análise do Poder Legislativo.

PRESENÇAS

Na ocasião, os trabalhos foram conduzidos pelo presidente da Câmara, Adolar Queiroz e pelo proponente da reunião vereador Pedro Waszkiewicz. Também estiveram participando da reunião os vereadores Lucas Lima, Valdonei da Luz, Ademir Queiroz e Vinícius Makvitz, assim como a promotora Paula Regina Mohr, o secretário municipal de Obras, Diórlan Zanetti, Secretário Municipal do Meio Ambiente, Francisco Medeiros, o superintendente da CORSAN, João Corim e o gerente local da Corsan, Araken Maicá.

Ana Lunardi - Jornalista

Marcos Luft - Fotógrafo/Cinegrafista  
Assessoria de Imprensa

Confira Galeria


Comentários
Leia Também
Radio Cidade Santo Ângelo - RS - Brasil