Sexta-Feira, 20 de Outubro de 2017
15.004.501 Visitas
Rádio Web - 24 horas Vídeos Curta nossa Fan Page no Facebook Entre em contato


Esportes

Com gol de Barrios, Grêmio elimina o Botafogo e avança para a semifinal da Libertadores

20/09/2017

"Foi o 20 de setembro.".. Foi na data máxima do Rio Grande do Sul, do orgulho gaúcho, que o Grêmio deu orgulho a sua torcida. O time comandado por Renato Portaluppi superou a lesão de Luan – que entrou apenas nos minutos finais -, venceu o Botafogo por 1 a 0 e garantiu classificação para a semifinal da Libertadores. O adversário no caminho do tri da América agora é o Barcelona do Equador, que surpreendeu e eliminou o Santos dentro da Vila Belmiro.

O gol da classificação gremista foi marcado por Lucas Barrios, na segunda etapa. Sem Luan, coube a ele ser o protagonista. Em um jogo que estava difícil, o argentino naturalizado paraguaio subiu mais alto que todo mundo em falta batida por Edílson aos 16 do segundo tempo e, de cabeça, fez o gol da classificação gremista.

Depois do gol do Barrios sobrou superação e doação ao Grêmio, que aguentou a pressão do Botafogo. Mesmo sem uma grande atuação, o Tricolor confirmou a vitória e eliminou o time carioca diante de mais de 50 mil gremistas na Arena.

Botafogo começa melhor

Sem poder contar com Luan, que não se recuperou do edema muscular sofrido há duas semanas e ficou no banco de reservas, o técnico Renato Portaluppi optou por manter a formação com Léo Moura no meio-campo e Ramiro centralizado na função que costuma ser do camisa 7.

O Grêmio, porém, não conseguiu repetir o desempenho do jogo de ida, no Rio de Janeiro, quando foi superior ao Botafogo. Mesmo tendo uma maior posse de bola (62% a 38%), o Tricolor levou pouco perigo ao gol de Gatito Fernández. O time carioca, por sua vez, surpreendeu e foi mais criativo ao longo da primeira etapa.

O Tricolor até teve a primeira oportunidade da partida, com Cortez, que arriscou de fora da área e mandou perto do ângulo direito de Gatito logo aos 4 minutos. A resposta do Botafogo veio aos 8. Após escanteio batido por Victor Luís, Bruno Silva tocou de calcanhar e Marcelo Grohe fez a defesa. Na sequência, Rodrigo Lindoso finalizou e Michel foi quem apareceu para afastar o perigo.

O Botafogo seguiu ameaçando. Aos 15, Lindoso cruzou fechado para Roger, que não conseguiu o desvio e Grohe defendeu. Logo depois, Geromel cometeu falta na entrada da área, mas a cobrança de João Paulo acertou a barreira.

Sem conseguir criar com bola pelo chão, o Grêmio teve sua melhor chance de gol no primeiro tempo em um lance originado por uma cobrança de lateral. Aos 20, Cortez mandou forte para a área, a defesa do Botafogo não conseguiu afastar a bola sobrou para Fernandinho. O atacante gremista fez o giro e soltou a bomba para acertar o travessão de Gatito.

Logo depois, o Botafogo chegou em raro erro de Kannemann. O argentino tentou sair jogando e perdeu a bola. Rodrigo Lindoso aproveitou, invadiu a área e chutou para defesa de Grohe. Aos 24, Bruno Silva arriscou da entrada da área e acertou a trave.

O Botafogo chegou em nova falta cometida por Geromel perto da área aos 31. Dessa vez, Victor Luís apostou no chute forte e obrigou Marcelo Grohe a fazer mais uma boa defesa.

Renato mexe no time ainda no primeiro tempo

Vendo as dificuldades do Grêmio, o técnico Renato Portaluppi não esperou o intervalo para mexer no time e aos 35 minutos mandou Everton para o lugar de Léo Moura. Com isso, Fernandinho passou a atuar pelo lado direito.

E a mudança até resultou em uma melhora para o Grêmio. Ainda que o time não tenha recuperado o costumeiro jogo de toque de bola, Fernandinho deu maior poder de fogo ao time pelo lado direito. Por ali, em duas oportunidades, ele conseguiu o corte para dentro e arriscou chutes que ameaçaram o goleiro Gatito.

Ainda antes do intervalo, o Botafogo teve mais uma grande chance. Após jogada de Bruno Silva, o cruzamento para área encontrou João Paulo livre, mas o meia errou em bola quando tinha boa condição para finalizar aos 43 minutos.

Grêmio vai para o “abafa” e Barrios faz o gol

Os dois times voltaram sem mudanças para o segundo tempo. E, assim como no primeiro, o Grêmio teve uma chance logo no começo. No primeiro minuto, Michel cabeceou após falta batida por Cortez e mandou no ângulo. O gol só não saiu porque Gatito fez a defesa de mão trocada para mandar a bola para escanteio.

Kannemann voltou a cometer um erro aos 5 minutos e perdeu a bola para Pimpão pelo lado direito. Cortez ainda conseguiu o corte na tentativa de Roger e mandou pela linha de fundo. Na cobrança do escanteio por João Paulo, Bruno Silva subiu sozinho, mas não conseguiu cabecear na direção do gol.

Aos poucos, o Grêmio foi conseguindo empurrar o Botafogo para o seu campo. Na base do abafa, o Tricolor foi criando oportunidades. O gol poderia ter saído aos 9, quando Arthur tocou para Edílson, mas o lateral foi travado por Victor Luís na hora do chute.

Logo depois, Fernandinho bateu escanteio e encontrou Lucas Barrios. O centroavante cabeceou, mas mandou por cima gol. O lance foi um prenúncio do que estava por vir. Aos 16, não foi em escanteio, mas em uma falta lateral. Edílson bateu para área e ela foi na cabeça de Barrios. O argentino naturalizado paraguaio dessa vez acertou o alvo. Acertou e mandou sem chances para Gatito para levar ao delírio os mais de 50 mil gremistas na Arena, 1 a 0.

Com o gol do Grêmio, o Botafogo tentou sair mais na busca pelo empate e do valioso gol como visitante. A chance veio aos 20 minutos em falta na entrada da área. João Paulo cobrou e acertou a barreira gremista.

Logo depois, o técnico Jair Ventura fez duas mudanças na sua equipe. Entraram Guilherme e Leo Valencia nos lugares de Matheus Fernandes e Rodrigo Pimpão, trocas na tentativa de tornar o time mais ofensivo.

A postura mais ofensiva do Botafogo era uma oportunidade para o Grêmio ter o contra-ataque a seu favor. Em um lance assim, surgiu uma falta na entrada da área, que Edílson bateu, mas a bola desviou na barreira antes de sair pela linha de fundo. No escanteio, Geromel subiu mais alto que a defesa alvinegra e cabeceou com força para grande defesa de Gatito Fernandes, que impediu o segundo gol.

Com o cronometro passando dos 30 minutos, o técnico Renato Portaluppi tratou de fechar o time. O volante Jaílson entrou no lugar do artilheiro Lucas Barrios. No Botafogo, Jair Ventura mandou o centroavante Brenner na vaga de João Paulo.

Com dois centroavantes dentro da área, o Botafogo partiu para o jogo direto. passando do meio-campo, os jogadores do time carioca já lançavam procurando a área do Grêmio. Com isso, o time foi tendo suas chances, principalmente em bola parada. Aos 38, Igor Rabello ganhou pelo alto em escanteio e cabeceou a esquerda do gol do Grohe uma bola que passou perto.

Nos minutos finais, Luan foi chamado. O camisa 7 entrou no lugar de Ramiro com a missão prender a bola no ataque e segurar o ímpeto do Botafogo. Ele pouco tocou na bola, mas não precisou. O gol de Barrios já tinha sido suficiente para classificar o Grêmio para mais uma semifinal de Libertadores.

Libertadores 2017 - Quartas de final

Grêmio - 1

Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Arthur, Ramiro (Luan) e Léo Moura (Everton), Fernandinho; Lucas Barrios. Técnico: Renato Portaluppi.

Botafogo - 0

Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Victor Luis; Matheus Fernandes (Leo Valencia), Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, João Paulo (Brenner), Rodrigo Pimpão (Guilherme); Roger. Técnico: Jair Ventura.

 

Gols: Lucas Barrios (16min/2º)

Cartões: Geromel, Kannemann, Cortez, (GRE); Igor Rabello, João Paulo, Roger, Lindoso (BOT)

Árbitro: Patricio Loustau (Fifa/Argentina).

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre

CP

Confira Galeria


Comentários
Leia Também
Radio Cidade Santo Ângelo - RS - Brasil