Terca-Feira, 23 de Janeiro de 2018
16.419.676 Visitas
Rádio Web - 24 horas Vídeos Curta nossa Fan Page no Facebook Entre em contato


Evento

Reforma da Previdência foi assunto da palestra promovida pela CNEC/IESA

04/04/2017

Reforma da Previdência foi assunto da palestra promovida pela CNEC/IESA

O evento contou com a presença do Ex-Ministro do Trabalho e Previdência Social, Miguel Rossetto

Na última sexta-feira, 31 de março, a CNEC/IESA, através do curso de Direito e do curso de Pós-Graduação em Direito Previdenciário e do Trabalho, promoveu uma importante palestra para tratar sobre o assunto que tem ganhado destaque na imprensa nacional e preocupado os brasileiros nos últimos dias: A Reforma da Previdência: Propostas e consequências.

Para tratar sobre o assunto, foram convidados os professores Doutores Jane Lucia Wilhelm Berwanger e Edmilso Michelon. Estiveram presentes também para engrandecer o evento, o Ex-Ministro do Trabalho e Previdência Social, Miguel Rossetto e o Deputado Estadual, Jeferson Fernandes, que cumpriam agenda na região; o diretor da Instituição, Gilberto Kerber e a professora coordenadora dos cursos de Pós-Graduação, Salete Oro Boff.

De acordo com o Ex-Ministro, Miguel Rossetto, chegamos em 2016 com R$ 33 milhões de benefícios previdenciários mensais à sociedade brasileira. “Os valores médios dos benefícios previdenciários são: 70% destes benefícios são constituídos de até um salário mínimo e a média dos benefícios previdenciários em 2016 foi de R$ 1.260,00. Quando falamos em Reforma da Previdência temos que olhar o conjunto social, onde 70% recebe um salário mínimo. Isso é o reflexo de uma sociedade como a nossa”, explicou.

Segundo o Advogado Previdenciarista e Mestre em Direito, professor Edmilso Michelon, nossa economia cresceu muito após a Constituição de 1988. “Temos um sistema de economia que não existia antes. Hoje, os benefícios da seguridade social são uma necessidade para a sociedade, pois garantem um mínimo de dignidade a todos, minimizando os efeitos da grande concentração de renda no país”.

Michelon acrescenta ainda: “Antes de 1988, os agricultores esperavam a safra para ir ao médico. Se ocorresse uma frustração de safra, ficava para o próximo ano. Com os direitos assegurados na CF de 88, especialmente com a aposentadoria, mudou toda a dinâmica de vida dos trabalhadores rurais, principalmente. A ideia da previdência não é dar lucro, mas ser sustentável”.

Para a Presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário, professora Jane Berwanger, “essa PEC da Reforma Previdenciária, caso seja aprovada, vai prejudicar principalmente as mulheres, pois elas se aposentam, na maioria das vezes, por idade, diferente dos homens que é por tempo de contribuição”.

A organizadora do evento, professora Salete Boff, destacou ainda a importância do evento para esclarecer um tema tão importante. “Os palestrantes apresentaram os principais pontos da reforma, levantando a reflexão da dimensão da proposta de reforma para os trabalhadores e analisando, de forma crítica, as motivações da reforma e do déficit da Previdência”. A professora acrescentou ainda que o IESA cumpre a sua função social de ser palco de debates de questões polêmicas e que interferem diretamente na vida de todos.

Confira Galeria


Comentários
Leia Também


Santo Ângelo

Max: 29º
Min: 20º

Pancadas de Chuva


Radio Cidade Santo Ângelo - RS - Brasil