Domingo, 26 de Marco de 2017
16.810.651 Visitas
Rádio Web - 24 horas Vídeos Curta nossa Fan Page no Facebook Entre em contato


Árvores de Rapina, ou Abutres

06/01/2017

Árvores de Rapina, ou Abutres

Impressionante a forma de agir de algumas criaturas, e aqui sem medo de errar posso qualificá-las como oportunista de plantão. Isto é. Voam de acordo com o sopro do vento.

Acredito que alguns poderão ler a manchete e dizer que a escrita está errada. Sei disso, e fiz isso por vontade própria. O certo seria: “Aves de Rapina, ou Abutres”.

Nunca antes havia me sentido tão mal em um local cheio de gente. Opa: errei. Árvores de Rapina, e Abutres, a tal ponto de sentir ânsia de vômito, me sentindo na obrigação de sair do local, e buscar uma área arejada para repor o fôlego, e ao mesmo tempo raciocinar, o que eu estaria fazendo neste local, mesmo sendo um convidado.

Acontece que ao passar de muitos anos, ainda não me acostumei em ficar em mesmo ambiente com os rapineiros de plantão. Ontem chamavam o Rei Leão de ladrão, e hoje estavam na primeira fila batendo as asas se nada tivesse ocorrido.

Acredito até que alguns possam ter memória curta, mas é muito cedo ainda para digerir os carniceiros, os quais sem dó ou piedade chegaram ao cumulo de acusação, até mesmo com processos a órgão de imprensa. Não tenho esse tipo de memória, e vou morrer assim. Não vou transformar o mundo, mas tenho convicção que minha consciência está tranqüila.

As rapineiras hoje na primeira fila. Rei Leão chegou, e a tietagem insuportável, esfregando o bico, e ao mesmo tempo babando salivas de maledicência. Oi meu Rei, estou aqui, se precisares podes me chamar, a qualquer hora, e a qualquer dia.

Meu estomago agüenta até certo ponto. Sabedor que sou, logo ali, as Rapineiras e Abutres vão abandonar o ninho, e seguirão a procura de um ponto mais alto da montanha, e lá se passam a rir do pobre Leão, já preparando o próximo bote.

Mas a vida é assim. O sol nasce pra todos, e temos de conviver diante as Árvores e Abutres sedentos por espaços os quais no meu entender não teriam tanto direito assim. As árvores rapineiras na verdade buscam a luz do dia, e apenas as sombras para se deliciar as vísceras de suas presas.

Para quem não suporta os Rapineiros e Abutres, até por exalarem um forte odor, a solução é buscar na medicina o medicamento certo para o mal estar, ou chamado imbróglio estomacal. Ao menos isso, eu fiz hoje. Que dia. Ufa, e põe dia nisso.

Apenas peço para que não me convidem para esses encontros. Sinto-me muito mal, mais diante aqueles que estão acostumados a viver dessa forma. Mas como alguns preferem assim, que sigam o rumo do seu próprio coração.

Qualquer semelhança é mera coincidência.

Jairo Ferreira

Confira Galeria


Comentários
Leia Também


Santo Ângelo

Max: 32º
Min: 19º

Poss. de Pancadas de Chuva


Radio Cidade Santo Ângelo - RS - Brasil